TELEMEDICINA NÃO É COMÉRCIO!

Por:Nicolai, G
Filosofia e SST

18

abr 2020

TELEMEDICINA NÃO É COMÉRCIO!

Em tempos de COVID-19 tenho me perguntado: fazer o exame médico presencial é absolutamente necessário?

– EVITAR A EXPOSIÇÃO, proteger o trabalhador e as equipes de saúde me parece a melhor proteção!

– A propedêutica reclama: a ANAMNESE É SOBERANA!

 

Uma boa conversa com o médico e um bom REGISTRO DE PRONTUÁRIO não servem para a maioria dos casos nesse momento?

– Claro, mas há EXCEÇÃO.

– Embora NÃO RARO o exame físico seja rápido e sem a devida atenção!

 

E os exames complementares, são realmente relevantes?

– O que mais vejo é um EXCESSO DE EXAMES que não servem para nada, ou quase nada! Muitas vezes, só para garantir o lucro de quem o faz. Aliás, nisso o Brasil é campeão. Nenhum outro país no mundo faz tantos exames como nós!

– O ASO admissional é sempre APTO ou então APTO COM RESTRIÇÃO. E qualquer queixa na demissão é a INAPTIDÃO.

 

TELEMEDICINA NÃO É COMÉRCIO! É necessidade e excepcionalidade. Prescreva e use na crise, com justificativa, responsabilidade e moderação!

 

 

 


Compartilhe:

Assine nossa newsletter


Ed. Monterey Office - Av. Del Rey, 111 Belo Horizonte - MG CEP 30775-240

(31) 3471-9702

(31) 98288 7444

contato@gustavonicolai.com.br